Warning: include_once(/home/restricted/home2/soninha/public_html/pivot/pv_core.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/archives/archivedicas_2008-m07.php on line 10

Warning: include_once(): Failed opening '/home/restricted/home2/soninha/public_html/pivot/pv_core.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/pear') in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/archives/archivedicas_2008-m07.php on line 10
Soninha - Tudo a Ver - Dicas Culturais
Procurar:
arquivo

Balé da Cidade de São Paulo - Cia. 2
Temporada 2008

de 25 de julho a 3 de agosto
Meta-sensoriais

Desde sua criação, em 1999, a Cia. 2 passou por várias transformações artísticas, fazendo emergir um pensamento que priorizou uma prática mais conectada com as questões atuais da dança em sua amplitude.
Meta-sensoriais foi inspirado na poesia de Manoel de Barros e ancorado na investigação de suas capacidades sensoriais individuais e coletivas. No espetáculo, sete artistas se deparam, experimentam-se e se reinventam numa dinâmica que justifica suas transposições metafóricas.
direção cênica: Mariana Muniz - assistente de direção: Lilia Shaw - intérpretes-criadores: Aguinaldo Bueno, Andréa Maia, Armando Aurich, Cláudia Palma, Lilia Shaw, Mara Mesquita e Raymundo Costa
De quarta a sábado, às 21h; domingos, às 20h
Espaço Cênico Ademar Guerra
entrada franca


Mais informações: www.centrocultural.sp.gov.br

Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000 - CEP 01504-000
Paraíso - São Paulo - SP
ccsp@prefeitura.sp.gov.br
tel. 3383-3402


Projeto Guerreiros Urbanos, em parceria com o LeiturArte em Movimento, inaugura biblioteca comunitária

Dando continuidade às atividades de inclusão no distrito de Guaianases, o Projeto Guerreiros Urbanos, em parceria com o LeiturArte em Movimento, inauguram nesta sexta-feira (11 de julho/2008) um importante espaço comunitário para o desenvolvimento e ampliação cultural por meio da leitura. Você é o nosso convidado a participar da inauguração da:
 
Biblioteca Viva
Biblioteca Comunitária com promoção de inclusão à cultura letrada.

Dia 11 de julho (sexta-feira) das 9h às 17h

Narração de Histórias, oficina literária, jogos e brincadeiras, espetáculos teatrais, vídeos, exposição, mostras fotográficas, grafite, boas conversas e sorteios de prêmios.

Programação:
9h - Programação infantil com teatro de fantoches, narração de histórias
10h - Jogos e brincadeiras Populares
11h - Oficina Literária
13h - Abertura oficial
13h30 - Peça: Guerreiros Urbanos, com a Cia. Caracol de Teatro Popular.
14h30 - Vídeo-documentário TransformAção
15h - Sarau poético-literário
15h30 - Peça: Abre Alas, Guaianases Vai Passar! com o Teatro Popular Cara e Coragem.
16h - Abertura do I concurso Literário de Lajeado/Guaianases
16h20 - Dança do Jongo e Maracatu (a confirmar)

Local: ASCL Joílson de Jesus (Casa dos Meninos/ "Ozem")
Rua Marilia 16 A _ Vila 1º de outubro - Lajeado/Guaianases.
 
Mais informações:
www.asdrubalserrano.blogspot.com

ASDRÚBAL SERRANO
"Comerei o Pequeno Teatro, Cuspirei a Grande Arte para que
aniquile as ações daqueles que tentam me matar de fome."


'A viagem da Nonna' nesta quinta no Festival de Cinema Latino-Americano: obra do cineasta mexicano Sebastián Silva é apresentada ao público brasileiro 

 A Fundação Memorial da América Latina abre o 3º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo em 7 de julho de 2008. Até o dia 13 serão exibidos 121 filmes, muitos deles inéditos na cidade, produzidos por países latino-americanos. Foi programada também uma mostra de preciosidades do acervo do Memorial. Com sessões gratuitas nas 3 salas do Memorial, no Cinesesc, na Sala Cinemateca e no Cinusp Paulo Emílio, o festival é  uma demonstração eloqüente de que a região não abre mão de produzir conteúdo áudio-visual autônomo e  disputar um lugar no imaginário coletivo.

Apesar de possuir caráter não-competitivo, os filmes incluídos na mostra Contemporâneos são avaliados pelo público e pela crítica especializada, que conferem aos melhores dessas categorias o troféu Fundação Memorial da América Latina. O vencedor do prêmio do público recebe ainda dez mil dólares. A Mostra de Escolas de Cinema premia o melhor trabalho com uma bolsa residência e o troféu Jovem Realizador.

O cineasta Fernando Solanas é o grande homenageado desta edição.  Autor de uma trajetória marcada por forte crítica social e questionamentos políticos, Solanas viaja a São Paulo para proferir uma aula magna (agendada para o dia 12 de julho, sábado, às 15h00) e acompanhar a exibição de oito de seus filmes clássicos: “Argentina Latente” (2007), “Os Filhos de Fierro” (1972), “A Hora dos Fornos” (1968), “Memória do Saqueio” (2004), “A Nuvem” (1998), “Sur” (1988), “Tangos, o Exílio de Gardel” (1985) e “A Viagem” (1992).

Nome de importância fundamental no cinema latino-americano, o cubano Tomás Gutierrez Alea também merece celebração pelos 40 anos do clássico “Memórias do Subdesenvolvimento”. Estão previstas uma retrospectiva de filmes, o lançamento do livre que deu origem ao filme e uma mesa-redonda em torno de sua obra.

Outros grandes nomes da cinematografia latino-americana com obras no evento são o argentino Eliseo Subiela (com “Não Olhe para Baixo”), o mexicano Paul Leduc (“O Cobrador”), Arturo Ripstein (“O Lugar Sem Limites”) e Miguel Littín (“Actas de Marusia”), além dos brasileiros Rogério Sganzerla (“Copacabana, Mon Amour”), Eduardo Coutinho (“Jogo de cena”) e João Moreira Salles (“Santiago”). O evento exibe ainda o segundo longa-metragem como diretor de Fito Páez, um dos principais expoente do rock argentino – a comédia "De Quem é a Cinta-Liga”.

A sessão de abertura, às 20h30, na sala 1 do auditório Simon Bolívar, exibe o documentário “Os Uruguaios, no qual a cineasta Mariana Viñoles traça um delicado panorama do pequeno país ao sul do continente americano. Trata-se de um episódio da série “Os Latino-Americanos”, cujos dez primeiros títulos ganham pré-estréia durante o festival.


O 3º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo tem por objetivo discutir a singularidade estética da cinematografia latino-americana. É uma realização do Memorial da América Latina, da Secretaria Estadual de Relações Institucionais de São Paulo e da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, com apoio da Cinemateca Brasileira, Cinusp Paulo Emílio e Sesc São Paulo. Apóiam o evento ainda a TAL – Televisión America Latina, FIA – Fundación Investigación Audiovisual, CILECT - Centre International de Liaison des Écoles de Cinéma et Telévision e Consulado Geral do México em São Paulo. A organização é da Associação do Audiovisual.
 
O festival tem curadoria do cineasta João Batista de Andrade. Os coordenadores institucionais são Fernando Calvozo (Diretor de Atividades Culturais Fundação Memorial da América Latina) e André Sturm (Coordenador Unidade de Fomento e Difusão de Produção Cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo). A direção é dos cineastas e produtores Felipe Macedo, Francisco César Filho e Jurandir Müller.

Imagem 3: “Memória do Saqueio”, Fernando Solanas
Imagem 4: "De Quem é a Cinta-Liga”, Fito Páez
Imagem 5: "Os Paraguaios" de Marcelo Martinessi - série "Os Latino-Americanos"

Saiba mais:

Acompanhe aqui o diário do Festival

Confira a programação completa

121 Filmes em 7 dias. Confira as sinopses e mais informações aqui

Solanas: o grande homenageado

"Memórias do Subdesenvolvimento" no Festival

O cinema latino-americano contemporâneo

O desdobramento do cinema novo

"Os Latino-Americanos" no Festival

O berço do cinema: Mostra das escolas

Lançamentos e mesas de debate agitam programação

Festival tem Oficinas Audiovisuais

Veja como foi o 2º Festival de Cinema Latino-Americano

www.festlatinosp.com.br


"FILHOS DO BRASIL" - O RETRATO DO PROBLEMA DA CRIANÇA E ADOLESCENTE NO BRASIL
 

Local: Alameda em frente ao Planetário do PARQUE DO IBIRAPUERA EM SÃO PAULO.

Data: 24 de julho a 24 de agosto de 2008

 

O IDECACE – Instituto para o Desenvolvimento da Criança e Adolescente Educação, Cultura e Esporte, é antes de tudo uma instituição que acredita na necessidade do Brasileiro resgatar sua identidade para reivindicar seus direitos.  

Inaugurado em 2005, o IDECACE tem como missão mostrar os vínculos sólidos entre o problema da criança e adolescente e a sociedade brasileira.

Para tanto nos esforçamos na divulgação da questão cultural Brasileira, da atual produção do Brasil e sua sociedade em todas as áreas de conhecimento, das raízes do povo mestiço e sua história.  

A Mostra Filhos do Brasil busca chamar atenção da sociedade e dos gestores públicos para a realidade cruel da criança Brasileira, para despertar o respeito pelo Brasil e pelos Brasileiros fomentando a inclusão e o perfeito entendimento humano.

Mais de 42.000 crianças e adolescentes são atendidos pelo IDECACE, no processo inclusivo através do esporte e da educação.  

Através do atendimento pedagógico e do acompanhamento de professores de educação física que ressaltam sempre durante as atividades a importância do conhecimento de nossas raízes culturais, buscamos atingir o perfeito entendimento humano.  

O IDECACE traz a São Paulo, de 24 de Julho a 26 de Agosto, com apoio da CNU (Conversando com as Nações Unidas) e UNE (União Nacional Estudantes Universitários) a exposição "Filhos do Brasil "www.idecace.org.br/filhosdobrasil/voto "

A mostra Filhos do Brasil que passará pelas principais cidades do país no período de um ano é o resultado do Concurso de fotos e vídeos do mesmo nome.   

Este concurso possibilitou uma radiografia do problema da criança no Brasil.    

Idealizada em 2005 como resposta à exclusão e violência com que é tratada a criança brasileira no Brasil, "Filhos do Brasil - Desordem e Progresso" tem como proposta sensibilizar e conscientizar a sociedade para a importância da integração, do diálogo e do respeito à criança e ao adolescente.  

Vamos levar a mensagem do respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente, através de um Programa amplo que inicia com o concurso, seguido da exposição e em breve um livro, um filme longa metragem, um espetáculo de teatro e constantes palestras e debates.

O local escolhido pelo IDECACE para o inicio da exibição da mostra que percorrerá pelo Brasil não poderia ser mais adequado: o Parque do Ibirapuera, uma das maiores áreas verdes da cidade de São Paulo e tradicional ponto de manifestações artísticas e culturais da cidade.

Serão expostos 42 painéis de 3m x 5 m com fotos vindas de várias partes do país. São imagens de grande impacto a favor do entendimento e diálogo. Entre os painéis, destaque para a foto Chute na Infância do fotografo Pedro Brandimarte que foi o primeiro colocado e retrata o trabalho infantil, uma cena "comum" nos centros urbanos e como diz o ganhador do concurso: "Todos passam por elas com indiferença, sem as verem, sem se comoverem ou se importarem. São apenas parte do cenário".  

As fotos serão acompanhadas de placas com textos e pensamentos de grandes personalidades Brasileiras que lutam ou lutaram pela formação de uma nação mais forte como: Darci Ribeiro, Hebert de Souza (Betinho) Monteiro Lobato, entre outras personalidades e citações da Declaração Universal dos Direitos Humanos e Estatuto da Criança e do Adolescente também integram a exposição que após passar por São Paulo, seguirá para Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Belo Horizonte.

A mostra será complementada por uma série de atividades culturais paralelas, também gratuitas e abertas ao grande público promovidas pelo IDECACE.

Apresentações ao ar livre, junto à exposição, de grupos de dança e corais representantes da cultura Brasileira.

Crianças e jovens alunos das escolas das redes públicas estaduais e municipais serão levados para a exposição e incentivados a refletir sobre os Filhos do Brasil, nas diversas atividades arte-educativas e de um concurso que elegerá a melhor frase sobre o tema.
 

"Temos que ter a consciência e entendimento que muitas de nossas crianças estão à margem da sociedade. Não é necessário ir muito longe para vê-las trabalhando nos semáforos, no turismo sexual que explora principalmente a prostituição infantil, e nos lixões dos grandes centros. As nossas perspectivas de futuro estão vinculadas ao subemprego – uma criança chega a ganhar até R$ 600 reais por mês! Na sua cabeça a rua é bem mais legal, porque enquanto na escola ela tem as responsabilidades e as cobranças, na rua ela tem aventura. Tudo está bem mascarado pelas belezas e pela fecundidade da nossa terra".

Wilson Cardoso

Presidente do Instituto Idecace e idealizador do Projeto Filhos do Brasil.

Maquinário Cultural 

Aprovado no final de 2007, pela Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, o Projeto A(s)cender da Fábrica de Criatividade – espaço cultural dedicado à democratização da arte e da cultura no Capão Redondo – entrou em ação no início de 2008, abrindo 400 vagas gratuitas, em 29 cursos nas áreas de música, teatro, dança, criação e artes visuais, para a comunidade do Capão Redondo. Sem qualquer restrição de idade, sexo ou raça, a proposta de democratização cultural deu muito certo e apresenta os primeiros resultados numa grande festa elaborada pelos próprios alunos. “Maquinário Cultural – Edição 1 – Pregando Arte” acontece neste sábado 5, às 19h, com entrada franca. O objetivo é apresentar os resultados, comemorá-los e convidar mais pessoas a integrar o time que tem mudado o conceito de ONG em São Paulo.

No “Maquinário Cultural – Edição 1 – Pregando Arte”, haverá vários espaços destinados às apresentações como: Espaço Hip Hop, dedicado às praticas de Grafite, Break, MC e DJ; Espaço Equação I, repertório musical ligado aos ritmos de dança de salão, onde os alunos de teatro realizarão intervenções pontuais; Espaço Equação II, destinado a integração das oficinas: Guitarra, Baixo, Bateria, Canto e Dança Contemporânea; Espaço Expo Musicarte, exposição de Artes Visuais e intervenções dos alunos de Teclado, Piano, Sax, Metais e Canto; Espaço Lúdico, destinado a atividades lúdicas voltadas para os alunos de teatro infantil, musicalização e robótica.

Vamos agitar essa festa!