Warning: include_once(/home/restricted/home2/soninha/public_html/pivot/pv_core.php) [function.include-once]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/archives/archivevocesabia_2007-m06.php on line 10

Warning: include_once() [function.include]: Failed opening '/home/restricted/home2/soninha/public_html/pivot/pv_core.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/pear') in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/archives/archivevocesabia_2007-m06.php on line 10
Soninha - Tudo a Ver - Você Sabia que...
Procurar:
arquivo

LEITURA NO METRÔ
Você sabia que o metrô tem três bibliotecas? Ficam nas estações no Tatuapé, Paraíso e Luz. São 10 mil títulos à disposição do leitor-passageiro, entre clássicos e best-sellers. É o programa Embarque na Leitura, gerenciado pelo Instituto Brasil Leitor. Veja aqui como faz para se inscrever e outras informações. E abaixo um texto ótimo do Xico Sá sobre o assunto.

Embarque na leitura

por Xico Sá, do site www.nominimo.com.br

Amigos, apesar dos transtornos e a pane elétrica no metrô, agora sim o texto como foi devidamente escrito. Por descuido, perdão leitores, deixei o programa de postagem do Nomínimo aberto num café aqui dos arredores de casa… e, claro, algum engraçadinho ou alienista -como fazia sugerir o título anterior- usou e abusou do estilo, como se fosse um copydesk maluco do além. Alguns dirão que melhorou a minha escrita, eu prefiro não, como diria o escriturário Bartleby, personagem-livro de Melville à disposição de vocês nas próximas paradas.

Com três bibliotecas -estações Paraíso, Tatuapé e da Luz-, o programa Embarque na Leitura, uma iniciativa do Metrô de SP com gerenciamento do Instituto Brasil Leitor, conta com 15 mil passageiros filiados e uma retirada diária, por empréstimo, de 200 livros em média.

Para aproveitar o serviço basta se cadastrar em uma das estações, com um documento (RG ou CPF) e uma foto 3×4. São dez mil títulos, de best-sellers aos clássicos, nas prateleiras. O amigo pode ficar com o livro por um período de dez dias, prazo renovável, afinal de contas, se for, por exemplo um Guerra & Paz, do russo León Tolstói, por mais que você cruze a cidade da Barra Funda a Itaquera, ainda carecerá de um tempo extra para lê-lo a valer.

Tem de tudo no Embarque na Leitura. Dos livros básicos exigidos na escola, como Machado de Assis e José de Alencar, a ensaios de história contemporânea, caso do Edward Said, entre outros. Se o caro leitor é chegado em um Paulo Coelho, na boa, sem preconceito, pode pegar também, embora seja um desperdício de tempo, mesmo o tempo parado do trânsito de São Paulo, não acha? [Discordâncias para a porta restante dos comentários abaixo!].

Sandra Novaes, 35, usuária do programa de leitura do metrô paulistano desde o início do serviço, em 2004, encontra nos poetas o conforto para segurar a onda na correria de SP. “Pego um Manuel Bandeira e o mundo que se dane”, diz a secretária de um banco na avenida Paulista. “Antes estava na fase Drummond, peguei todos, agora estou de ´belo belo que te quero´”, recita a linda bandeiriana, me deixando em apuros em plena estação Consolação.

O gerente Antonio Lins, 29, vai de auto-ajuda mesmo, sem drama. “Ah, quero uma leitura que me ajude a crescer, né?”, ele tenta uma explicação possível. “O último que peguei acho que foi aquele dos gansos, como é mesmo?” Refere-se ao precioso volume “O que podemos aprender com os gansos”, de Alexandre Rangel, você já leu, amigo passageiro?

Wagner Santos, 39, é funcionário terceirizado da companhia do Metrô, e esnoba: “Meu negócio é Ítalo Calvino”. A amiga dele, Maristela Soares Ponciano, 44, acaba de pegar O Alienista, de Machado, para um trabalho do filho na escola. “É sobre o que mesmo esse livro?”, ela pergunta. “Sobre um maluco que não é maluco”, solta Wagner, na mosca.

Nada melhor para agüentar a Stressolândia -que dia o de ontem, amigos, com direito a pane nas estações e um mundo revirado!- do que essa viagem literária do nosso metropolitano. Bom final de semana a todos.