Mandato da Vereadora Soninha Francine

Apenas sete empresas de valets são regularizadas em São Paulo

25 de abril de 2018

Informação foi repassada pela Prefeitura durante a CPI dos Valets

Apenas sete empresas prestadoras de serviços de valets são regularizadas na capital paulista. A informação foi repassada na última terça-feira (24) pela Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais durante mais uma reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Valets, de autoria da vereadora Soninha Francine.

Na reunião do dia 10 de abril, os membros da CPI já haviam aprovado requerimentos solicitando informações como dados relacionados a esse tipo de serviço na cidade, número de empresas atuantes na área, número de reclamações pelo 156, ocorrências registradas nos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) e possíveis casos atendidos pelo Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC).

Alguns questionamentos foram levantados pelos membros da CPI por conta do baixo número de valets cadastrados, a falta de processos envolvendo o serviço na Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e outros detalhes.

“Primeiro vamos pedir essas outras informações e depois convocar algumas pessoas para prestarem esclarecimentos aqui na CPI. A partir dos depoimentos de hoje já identificamos as autoridades e outros representantes do poder público, além de sindicatos, hotéis e empresas de Valets que vão contribuir bastante com desenvolvimento dessa Comissão”, disse a vereadora Soninha.

Representantes da CET e do Procon foram questionados pelos vereadores da CPI por conta da falta de fiscalização dos serviços e também em relação a defesa dos consumidores que foram lesados pelos valets.

A CPI, presidida pela vereadora Soninha, é composta ainda pelos vereadores Fábio Riva, Senival Moura, Edir Sales e André Santos.

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 14 de maio de 2018

Comments are closed.

X