Mandato da Vereadora Soninha Francine

O PPS e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

12 de junho de 2018

A vereadora Soninha Francine e o deputado Arnaldo Jardim estiveram nesta segunda-feira (11/6) falando sobre os “Objetivos do Desenvolvimento Sustentável” (ODS), na Câmara de São Paulo. O encontro promovido pelos parlamentares, em parceria com o Partido Popular Socialista (PPS), tinha como objetivo reunir lideranças políticas, empresariais e sociais para falar sobre os desafios ambientais que assolam o planeta e apresentar soluções para minimizar esses impactos, que são consequências da ação humana.

Com essa preocupação, Arnaldo Jardim fez seu discurso de abertura, enaltecendo os trabalhos de gestores públicos que atuam em prol da coletividade. Ele afirmou a importância de reunir lideranças para discutir meio ambiente e que não é uma tarefa fácil.

“Esse encontro demonstra o engajamento das pessoas que têm experiências e vontade de mudar a realidade do País, com base nos princípios do desenvolvimento sustentável” (Arnaldo Jardim)

O deputado falou da importância do Brasil, mais precisamente do Estado de São Paulo, em encampar essas mudanças de comportamentos ambientais. Ele trouxe na sua fala a reflexão de programas e ações que ainda estão distantes dos grandes centros metropolitanos como, por exemplo, melhor utilização das energias limpas e renováveis e o gerenciamento de resíduos sólidos.

“O Brasil poderá ser o propulsor desta grande mudança ambiental” (Arnaldo Jardim)

Autor da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e presidente do Grupo de Trabalho de Resíduos Sólidos, na Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional, Arnaldo Jardim declarou que os desafios ambientais ainda são muitos, mas lembrou que o Estado de São Paulo vem caminhando na direção certa, com a integração de setores importantes e fundamentais para o desenvolvimento de ações ambientais e apresentação de soluções.

“Precisamos investir no gerenciamento dos resíduos, e priorizar investimentos em projetos e programas pelo uso de energias renováveis”. (Arnaldo Jardim)

A vereadora Soninha afirmou que como agente pública tem a responsabilidade de articular e mobilizar a sociedade civil organizada ou não para debater sobre temas que impactam diretamente a vida das pessoas. Soninha considera os movimentos populares como principais ferramentas para a efetivação dos direitos.

“Acredito que meu papel é muito mais que legislar e fiscalizar o Poder Executivo. A minha missão aqui é fomentar estratégias de mobilização e unir pessoas em prol das causas justas, como esta do meio ambiente”. (Soninha Francine)

O secretário municipal de meio ambiente e políticas urbanas do PPS, José Valverde, disse que a implementação, de fato, da política nacional de resíduos acontecerá na medida em que os municípios atuem de forma regionalizada. Valverde, que é mestre em direito ambiental, ressaltou que é impossível obter bons resultados enquanto as mais de 5,5 mil cidades brasileiras atuarem de forma isolada.

“Estamos falando de projetos e programas que demandam muito recurso financeiro, e que fica inviável a implantação, por exemplo, de aterros sanitários em cada território” (José Valverde)

O prefeito regional, que também é presidente do PPS na capital, Carlos Fernandes, disse em sua explanação que é importante que cada um faça a sua contribuição na causa. Ele apresentou as ações que são desenvolvidas pela Regional da Lapa, as quais foram priorizadas para atender o maior número da população. Fernandes apresentou os projetos de mobilidade e acessibilidade, destinação do lixo, implantação de hortas comunitárias e compostagem.

“Estamos valorizando os espaços compartilhados para que a população possa ser priorizada e atendida com as políticas públicas existentes” (Carlos Fernandes)

O produtor e responsável pelo Projeto Bom Preço do Agricultor, o presidente da Cooperativa Nacional Agroindustrial (Coonagro) HoracioKaoro Miyashiro, disse que o evento agrega conhecimento e traz possibilidades de parcerias.
Kaoro referia-se a fala do prefeito Regional da Lapa, Carlos Fernandes, que na sua explanação apresentou uma forma de atuar em parcerias com os produtores da agricultura por meio de destinação de compostagem produzidas pela regional com as sobras de frutas legumes e verduras (FLV).

“Essa preocupação com o gerenciamento dos resíduos mostra que estamos no caminho certo e que cada um deve fazer a sua parte. Há muitas sobras e com certeza todos ganharão com esta parceria”, finaliza Kaoro.

Na palestra, o prof. Dr. Fernando Rei e ex-presidente da Cesteb falou da importância dos gestores públicos estarem abertos para ouvir sugestões e apresentar projetos que realmente atendem a gestão ambiental.

Na explanação, Rei, que é orientador do curso de doutorado sobre Direito Ambiental Internacional, na Universidade Católica de Santos (Unisantos), trouxe desde os princípios da construção da Agenda 21, um processo que na visão dele não deu certo porque as diretrizes foram definidas de cima para baixo, até os 17 objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

O professor reforçou a necessidade e integração e de fomentar a mobilização social e envolvimento de todos os setores no processo de construção de ideias e soluções.

“Há de se ouvir a sociedade. Há de se priorizar as ações definidas que atenderão quem está nos municípios, que é onde tudo acontece” (prof. Dr. Fernando Rei)

Para o mestre em direito ambiental e presidente do Instituto Cidadania Ambiental, Luis Fernando Freitas Penteado, o encontro mostrou, além de uma reflexão sobre os desafios do milênio, que a classe política está sim preocupada e envolvida em buscar soluções concretas.

“Quero parabenizar o deputado Arnaldo Jardim e a vereadora Soninha Francine pela iniciativa de promover uma discussão tão ampla como essa” (Luis Fernando Freitas Penteado)

Já o professor Bruno Aguiar da Silva Waidemann, disse que a educação é a grande ferramenta de transformação, mas que precisa ser mais explorada.

“Precisamos levar essa discussão para as escolas e mostrar para os alunos que eles fazem parte deste processo de mudança” (professor Bruno Aguiar da Silva Waidemann)

Solicitem as palestras pelo email: rp@soninha.com.br

Texto: Vanuzia Teixeira

 

CompartilharShare on FacebookTweet about this on Twitter

Last modified: 12 de junho de 2018

Comments are closed.

X