Mandato da Vereadora Soninha Francine

Seminário: “Compostagem Urbana: porque o orgânico também é reciclável!”

16 de outubro de 2018

Todos os dias a cidade de São Paulo descarta aproximadamente 20 mil toneladas de lixo. A METADE desse volume é formada por resíduos orgânicos, principalmente restos de alimentos e resíduos de poda e capinação. O material é transportado por quilômetros e enviado aos aterros sanitários.

Mas precisa mesmo ser assim? NÃO!

Todo esse ‘lixo’ poderia ser reciclado por meio da compostagem e gerar uma economia de quase R$ 500 milhões ao ano para o município.

É possível!

E já acontece, mas ainda em pequena escala. Temos dois pátios de compostagem, um na Lapa e outro na região da Sé.

No Seminário ‘Compostagem Urbana: porque o orgânico também é reciclável!’ falaremos sobre como os resíduos orgânicos têm sido tratados e destinados na nossa cidade, além de discutir políticas públicas para melhorar esse sistema.

O evento faz parte da #SemanaLixoZero realizada em São Paulo pelo Instituto Lixo Zero Brasil, a Abraps e a Casa Causa. Mais de 50 cidades do país realizarão ações semelhantes com eventos e atividades gratuitas promovidas por voluntários. Vem!

PROGRAMAÇÃO

14h- 14h30: Abertura com Soninha e Flávia Cunha. Explicação sobre Semana e do Movimento Lixo Zero.

14h30h – 15h: Por onde começar? Princípios e Técnicas de Compostagem
Convidado: Victor Vieira – Morada da Floresta

15h – 15h30:Compostagem como política pública: perspectivas e avanços na cidade de São Paulo
Convidado: Rafael Golin – AMLURB

15h30-16h: Compostagem de grandes geradores de resíduo
Convidado: a confirmar

16h-16h45:Dúvidas e rodada de debate

16h45-17h: Encerramento

SOBRE A SEMANA

O Lixo é um grande problema! E esse problema é de todos nós, até porque, a maior parte dele, o plástico, o vidro, o papel e os resíduos orgânicos, são na verdade uma grande riqueza. Mas o que fazer? Qual o papel do poder público e qual o nosso como cidadãos?

A Semana Lixo Zero foi criada para discutir essa questão e o conceito do #LixoZero em diversos segmentos da sociedade. Porque na escola o lixo é diferente do hospital, que é diferente da indústria têxtil, que é diferente da construção civil e assim por diante.

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 16 de outubro de 2018

Comments are closed.

X