Mandato da Vereadora Soninha Francine

HomeNotíciasPPS

PPS mudou o nome para CIDADANIA, e eu com isso?

25 de março de 2019

O mundo mudou, a nossa política também. Por isso o PPS se reuniu nos dias 22 e 23 de março em Brasília para discutir esse momento e escolheu um novo nome para a sigla, após 27 anos.

O Partido Popular Socialista foi fundado em 1992, quando uma parte da Executiva Nacional decidiu que as diretrizes do partido seriam radicais sim, mas radicalmente democráticas e humanistas, discordando dos antigos modelos comunistas.

O nome escolhido foi CIDADANIA. O Congresso resultou em um manifesto com as diretrizes do partido daqui em diante.

 

E o que nós temos a ver com isso?

Se você concorda que a política brasileira deve seguir as diretrizes abaixo, você tem tudo a ver com a gente!

Brasília, 23 de março de 2019

 

Nós, delegados do Partido Popular Socialista e de diversos movimentos sociais, reunidos em Brasília, deliberamos pela criação de uma nova formação partidária, nomeada Cidadania, que trata com a mesma importância as questões econômicas e sociais, e que:

se constrói em oposição à polarização política e a favor do diálogo e da convergência;
se compromete com o combate à pobreza e o combate às desigualdades sociais;
defende a responsabilidade fiscal em respeito aos impostos que são fruto do trabalho dos cidadãos;
apoia a sustentabilidade nas suas dimensões ambiental, política e econômica;
acredita na liberdade como um direito inalienável;
combate as diferentes formas de preconceito e discriminação;
– se compromete em construir uma cultura de solidariedade e paz;
– se dedica a promover igualdade de oportunidades para todos os que residem no Brasil, brasileiros ou não;
– tenha pluralidade como prioridade na construção dos debates e processos de deliberação do partido;
combate o populismo e discute os problemas complexos do Brasil e do mundo com a seriedade que eles merecem;
– acredita no acesso à educação como principal vetor da cidadania;
– defende o fortalecimento das instituições democráticas;
– defende a transparência como mecanismo de controle social;
– se compromete com a redução das fronteiras físicas e políticas entre as pessoas;
– reafirma o seu compromisso em construir uma política onde a participação cidadã inclua diferentes seguimentos da sociedade, que são hoje minoritários em representação, como mulheres, negros, indígenas, LGBTI+, pessoas com deficiência e jovens.

Conclamamos todos os cidadãos, cidadãs e movimentos da sociedade civil organizada, que compartilham desses valores, a participar conosco da construção dessa nova formação partidária.

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 25 de março de 2019

Comments are closed.

X