Mandato da Vereadora Soninha Francine

Quanta coisa acontece em um semestre?

2 de julho de 2019

Seis meses passam voando!

Aqui no mandato da Soninha os dias passam muito mais rápido do que o normal. Já estamos em julho e planejando 2020!

É tanto o que fizemos em seis meses que nem a gente se lembra direito e se perde nas datas: será que foi ano passado? Então, resolvemos reunir alguns momentos – nem mais, nem menos importantes – entre janeiro e julho deste ano.

Mas para saber tudo, tudo mesmo, vá em #DiaDoMandato.

1 de janeiro

Soninha foi reeleita 1ª suplente da Mesa Diretora da Câmara. É a Mesa Diretora que conduz os trabalhos administrativos e legislativos. Como membro, a vereadora pode influenciar nas decisões administrativas da Casa, como foi, por exemplo, com a implementação do Processo Legislativo Digital/Plenário Virtual e a diminuição do uso de copos plásticos.

31 de janeiro

A Soninha apresentou um Projeto de Lei (PL) para ampliar o uso de papel reciclado na Administração Pública da cidade, ou seja, Prefeitura (e suas secretarias e autarquias) e Câmara. Segundo o PL 500/2018, ao menos 30% de todas as folhas utilizadas pelos órgãos públicos municipais deverão ser recicladas – a legislação estipula apenas 10%.*

*acompanhe a tramitação do PL 500/2018

1 de fevereiro

A Soninha conheceu a YouGreen, uma cooperativa de reciclagem na Lapa de Baixo que é modelo em profissionalismo e inovação na logística reversa. Diferente da maioria das cooperativas, que têm a maior renda obtida através da venda dos resíduos coletados, grandes geradores (condomínios, shoppings, empresas e outros) pagam para que eles retirem – e ainda podem acompanhar a destinação.

3 de fevereiro

A Soninha participou da ação do Mundo Sem Bitucas em Santos. É um absurdo, mas o movimento Mundo Sem Bitucas coletou 3210 bitucas e 3 isqueiros na praia, em menos de uma hora.

5 de fevereiro

A primeira Sessão Plenária do ano discutiu a situação de duas barragens de rejeitos de mineração de brita e areia existentes em São Paulo, localizadas em Perus, zona noroeste da cidade.

 

Os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Valets foram encerrados. Proposta pela vereadora Soninha, a CPI conseguiu elaborar diversas propostas para atualizar e modernizar a legislação.

11 de fevereiro

Enxada nas mãos, sol na cabeça e muita disposição para recuperar uma área na Vila Guacuri, na zona sul de São Paulo. O sábado da Soninha e de parte da equipe foi de muito trabalho, junto com moradores da comunidade, capinando e limpando um imóvel na Rua Joaquim Forzano, onde funcionava o antigo Circo Escola (que acabou por falta de financiamento).

13 de fevereiro

O Comitê de Sustentabilidade da Câmara aboliu o uso de copos plásticos na Casa, através de campanha interna de conscientização para que funcionários e visitantes utilizem garrafas e copos reutilizáveis.

20 de fevereiro

A Soninha faz parte novamente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, eleita vice-presidente. É o terceiro ano em que ela compõe esta Comissão.

26 de fevereiro

A #EquipeSoninha visitou a ONG 341 – Associação Caminho Suave Socio-Ambiental, a primeira cooperativa a aderir ao Glass is Good (agora já tem muitas), iniciativa da indústria de bebidas Diageo que trabalha a logística reversa do vidro.

28 de fevereiro

A Câmara de São Paulo aprovou, com 41 votos favoráveis e apenas dois contrários, o projeto de lei que proíbe o fornecimento de canudos de plástico na capital. A Soninha é uma das coautoras.

13 de março

Uma baiana de Salvador, que aos 63 anos de vida é incansável na luta para melhorar a vida do próximo. A Romilda foi a nossa escolhida para receber homenagem na Sessão Solene em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Todos os anos a Câmara homenageia mulheres que contribuem (e muito!) para que a vida na cidade de São Paulo seja um pouquinho melhor para muita gente.

20 de março

Estivemos no Família em Foco Penha para plantar as primeiras sementes de mais uma horta comunitária, a 20ª que ajudamos a criar.

20 de março

Foi aprovado em segunda votação, com o texto Substitutivo do governo, o PL (Projeto de Lei) 271/18 que cria a Política Municipal de Álcool e Outras Drogas e propõe ações de prevenção e de reinserção social, especialmente para pessoas em situação de vulnerabilidade e risco.

A Soninha foi membro da Subcomissão da Política de Drogas, que contribuiu na construção do texto do Poder Executivo – que ainda não ficou como gostaríamos.

“Valeu o trabalho da Subcomissão, valeu muito. Ele influenciou o Substitutivo do governo, mas o que veio depois da Subcomissão, que a meu ver também era muito rico, muito importante, não chegou a ser incluído”

21 de março

A Soninha foi escolhida relatora do Comitê Extraordinário de Chuvas e Enchentes da Câmara Municipal, criado para analisar as ações do Poder Público em relação ao tema e propor soluções.

“(Teremos) um relatório de diagnóstico e proposição, para que seja elaborada uma linha de ação daqui para frente. Não estamos evitando as causas, mas lidando com as consequências. É preciso atuar na promoção dos fatores que evitem a ocorrência de enchentes”

25 de março

A quinta edição do Prêmio Sabotage reconheceu o trabalho de artistas que se destacaram no cenário do hip hop da cidade e que, de certa forma, contribuíram para o processo de inclusão social e cultural de jovens, principalmente na periferia de São Paulo.

A premiação existe desde 2005 e foi criada por iniciativa da Soninha, em homenagem ao rapper Sabotage e ao movimento.

25 de março

Aquele terreno na Vila Guacuri que abrigou por alguns anos um Circo-Escola estimulou o mandato da Soninha, que arregaçou as mangas e começou a articular novas ações para o local.

Hoje o local já tem aulas de zumba, judô, oficinas, horta e várias atividades!

27 de março

A Soninha permaneceu como integrante na Comissão Extraordinária Permanente de Meio Ambiente da Câmara Municipal. Uma das pautas é a proibição dos canudos plásticos na cidade.

29 de março

Existe diálogo entre a esquerda e a direita? Claro que sim! Prova disso é que a Soninha participou do MBL News com o vereador Fernando Holiday, o deputado estadual Arthur do Val (Mamãe Falei), Renan e Marcelo. Respeitar as diferenças deveria ser o normal e não a exceção.

3 de abril

O 2º Ciclo Para Acalmar o Mundo – Literatura & Atitude aconteceu na Matilha Cultural. A Soninha foi uma das participantes da roda de conversa, junto com as autoras Luiza Pezzotti e Marina CostinFuser, que teve a mediação da escritora e ativista cultural Claudia Canto.

8 de abril

Inauguramos a escultura “Troféu Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos”, obra foi viabilizada com recursos de emenda parlamentar destinados pela Soninha e é uma reprodução do troféu entregue anualmente, desde 1979, a profissionais e veículos de comunicação que se destacam na defesa dos direitos humanos e cidadania.

8 de abril

A Soninha conversou sobre política com crianças e adolescentes no Circo Social Vila Penteado, na Brasilândia. Quem disse que a política tem de ser chata?

10 de abril

A audiência pública conjunta das Comissões de Administração Pública e de Finanças e Orçamento, discutiu os critérios e metas para a renegociação e eventual redução dos valores dos contratos de gestão, convênios e termos de colaboração e fomento, referentes aos serviços de assistência social da Capital.

Relembre aqui.

12 de abril

A vereadora Soninha foi eleita presidente da Comissão Extraordinária de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude.

17 de abril

O Projeto de Lei 99/2018 que proíbe o fornecimento de canudos plásticos na capital paulista, de autoria do vereador Xexéu Tripoli e coautoria de mais 48 parlamentares, incluindo a Soninha, foi aprovado na sessão plenária e seguiu para sanção do prefeito.

22 de abril

A Câmara Municipal impactou as pessoas expondo 14 mil copos plásticos que foram descartados em APENAS dois dias  – por funcionários e visitantes. Credo!

2 de maio

A #EquipeSoninha concluiu com sucesso mais uma #MissãoHorta na E.E. Professor Galdino Lopes Chagas, ali na Zona Norte, região da Brasilândia. Foi a 22ª criada com o apoio do mandato.

7 de maio

IV Fórum de Cannabis Medicinal lotou o Plenário Prestes Maia e foi realizado pelo mandato em parceria com a Sociedade Brasileira de Estudos da Cannabis (SBEC), reunindo médicos, pacientes e estudiosos para debater a importância de legalizar um medicamento que pode salvar vidas, ou melhorar em muito a qualidade dela, de quem sofre com doenças graves como epilepsia, esclerose múltipla, Alzheimer, Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) e até câncer.

Vale a pena relembrar (clique aqui).

7 de maio

Alface, coentro, salsa, cebolinha, cebola, ervas medicinais, alecrim, manjericão, arruda, hortelã, poejo e orégano. Tudo isso foi plantado na horta da CEI Rei Salomão, na Vila Missionária, na Zona Sul de São Paulo, que a #EquipeSoninha ajudou a criar.

8 de maio

Foi lançada a Frente Parlamentar Brasil, China, Coreia e Japão, cujo objetivo é promover a cooperação e ampliar a interação entre esses países e o poder público da cidade de São Paulo. A Soninha, que foi a proponente, disse considerar as frentes parlamentares espaços coletivos para que vereadores identificados com determinados temas possam criar sem a rigidez regimental de outras formas de reunião.

8 de maio

A Soninha fala na tribuna sobre o Substitutivo do Projeto de Lei 560/2016, que regulamenta os Conselhos Tutelares da Capital.

9 de maio

Foi aprovado em primeira votação o Projeto de Lei 171/2019 que autoriza a regularização de edificações na cidade, condicionada, quando necessário, à realização de obras para se adequarem ao Plano Diretor Estratégico.

Para demonstrar melhor, a Soninha votou sim e leu em plenário um pedido de apoio que recebeu do Centro dos Hemofílicos do Estado de São Paulo – CHESP, enviado a todos os vereadores, que descreve um caso real de como a aprovação dessa lei é importante.

A pauta da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude incluiu dois temas na reunião: atualização das medidas que o shopping Higienópolis tem adotado em relação a crianças e adolescentes desacompanhados que cometem pequenos delitos em suas dependências e debateu indicadores usados para medir a eficácia das políticas para a infância no município.

27 de maio

A Comissão dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude recebeu representantes do programa Adolescente Saudável, realizado pela Plan International Brasil nos bairros do Capão Redondo e Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, capacitando jovens para serem multiplicadores de informação em temas relacionados à saúde e bem-estar.

27 de maio

Olha a horta aí! Foram cinco mutirões e finalmente a CEI Nelson Mandela, que fica no Jardim Ellus, Zona Sul de São Paulo, está com sua horta prontinha. Estão sendo cultivadas por lá seis tipos de alface, catalônia, almeirão, manjericão, mostarda, rúcula, coentro, salsa, salsão, cebola, jiló, berinjela, couve, repolho, espinafre, quiabo, abóbora, abobrinha, pimentão, pimenta e flores.

28 de maio

Entregamos a 26ª horta pedagógica, a 19ª apenas na zona sul. Desta vez foi na CEI São Pedro I.

31 de maio

O mandato da Soninha iniciou a campanha “Bituca tem lugar certo!”, para algo que deveria ser simples: jogar a bituca do cigarro no lugar correto. Cerca de 95% dos filtros de cigarro são compostos de acetato de celulose, o que dificulta a sua decomposição, que demora, em média, 5 anos. Além disso, cada bituca tem aproximadamente 4,7 mil substâncias tóxicas, que em contato com a natureza podem poluir águas, contaminar solos, além de entupir ralos, tubulações e bueiros, causando enchentes.

5 de junho

A vereadora Soninha foi eleita presidente da subcomissão de estudos do Plano Municipal de Cultura, instrumento que orienta a execução de políticas, ações e metas culturais pelo período de dez anos. O grupo é vinculado à Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal e vai analisar as verbas destinadas à pasta de Cultura para o exercício de 2020.

6 de junho

A reunião da Comissão Extraordinária Permanente de Meio Ambiente (da qual a Soninha é membro) falou sobre o encarceramento de animais. A Juliana Camargo, presidente da ONG Ampara Animal, apresentou o trabalho da organização, que atua em diversas frentes combatendo maus-tratos, tráfico, encarceramento e outras práticas de exploração animal.

6 de junho

A “Capacitação LGBTI+++ – compartilhando conhecimento para promover o respeito” lotou o Plenarinho da Câmara. Os palestrantes falaram sobre legislação, políticas públicas, direitos, conceitos e melhores formas de acolhimento.

11 de junho

A Comissão Extraordinária Permanente de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude, que a Soninha preside, discutiu o uso de medidas socioeducativas aplicadas a menores infratores.

12 de junho

A Soninha protocolou o PL 397/2019, que obriga a Prefeitura a disponibilizar, através de monitoramento por GPS, a localização em tempo real da ambulância que atenderá o chamado. Todos os carros e viaturas (ambulâncias, motos e helicóptero) do serviço já possuem sistema de rastreamento por GPS, utilizado para controle interno. Portanto, seria necessário apenas criar uma ferramenta de acesso da população, que pode ser via aplicativo ou site.

13 de junho

A Soninha e outros vereadores que fazem parte do Comitê de Chuvas e Enchentes realizaram uma diligência na zona sul da capital para averiguar denúncias de áreas de desmatamento em Parelheiros e Grajaú. A intenção é um acordo com a Prefeitura e o Governo do Estado para reforçar a fiscalização, pois a devastação da mata é crítica, impulsionada pela venda ilegal de lotes.

17 de junho

A reunião da Comissão Extraordinária de Meio Ambiente debateu como a sociedade pode adotar um modelo mais sustentável e abrir oportunidades de negócios. A Soninha convidou representantes de cinco empresas para falar sobre sua trajetória, os desafios da regulamentação e como o Legislativo pode colaborar na solução dos problemas enfrentados.

18 de junho

A Soninha participou da Sessão Solene de entrega da 5ª edição do Prêmio Chico Xavier de Reconhecimento Humanitário. A honraria foi instituída por resolução em 2013 e é destinada a pessoas ou entidades com destaque em ações solidárias, de estímulo à elevação espiritual e à harmonia entre os indivíduos.

Ela homenageou o trabalho do Instituto Favela da Paz. A organização surgiu há mais de 20 anos na zona sul quando Claudio Miranda começou a receber amigos do Jardim Ângela para fazer música a partir de latas de lixo, metal e baldes. Naquele tempo brincar com instrumentos reais estava completamente fora de questão e de possibilidade.

24 de junho

No feriado prolongado de Corpus Christi teve muito amor, respeito e diversidade. A Soninha participou da 19ª Feira Cultural LGBT, II Encontro Brasileiro de Organizações de Paradas LGBT, Copa da Diversidade e 23ª Parada do Orgulho LGBT+. Relembre aqui.

25 de junho

O prefeito Bruno Covas sancionou a lei que trata da proibição do fornecimento de canudos feitos de material plástico aos clientes de hotéis, restaurantes, bares, padarias e outros estabelecimentos comerciais. A Soninha foi grande defensora do projeto.

27 de junho

A sessão plenária do dia 27 de junho foi repleta de polêmicas. A principal é o projeto que cria “supersalários” para alguns servidores que já têm um bom vencimento, enquanto concede apenas 0,01% de reajuste para outros que ganham muito mal. A Soninha, claro, foi contra. Relembre aqui.

E como não se bastassem os mil compromissos da Soninha durante o semestre, ela ainda conseguiu arrumar tempo para escrever no Blog. Você pode ler todos os textos em http://www.soninha.com.br/camara/blog.

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 2 de julho de 2019

Comments are closed.

X