Mandato da Vereadora Soninha Francine

Você conhece a Rainha da Reciclagem? Somos apaixonados por esse projeto!

7 de agosto de 2019

A vida de pessoas em situação de rua e viciados em álcool e outras drogas transformada pela coleta de materiais recicláveis.

É  esse o trabalho da Cooperativa Rainha da Reciclagem, que funciona há três anos na região de Ermelino Matarazzo, no extremo leste da Capital Paulistana.

O mandato da Soninha conheceu esse projeto impactante (não só para os beneficiados) através do Grupo de Trabalho (GT) Vidros, que foi proposto pelo nosso gabinete e reúne empresas e organizações que buscam ampliar a coleta desse tipo de material na cidade.

Primeira visita da Soninha à Cooperativa Rainha da Reciclagem – foto: Equipe Soninha

Fomos conhecer de perto a história da Elinéia (Néia), uma baiana porreta criada no sertão. Sua infância foi difícil e a vida adulta pior ainda.

Depois de perambular pelas ruas e becos e ficar atrás das grades, Néia encontrou amparo na fé e começou a frequentar os cultos da prisão. Saiu de lá em 1997 e começou uma missão regeneradora em 2009: ajudar dependentes químicos da Cracolândia, distribuindo alimentos. De lá, considerada uma das regiões mais violentas da cidade, levou 18 pessoas para seu pequeno apartamento localizado em um conjunto habitacional. Os vizinhos ficaram incomodados e Néia não teve outra saída, senão botar o pessoal para trabalhar (com venda de balas nos semáforos, por exemplo) e alugar um lugar maior para o grupo. Daí nasceu o projeto “Guerreiros e Guerreiras de Deus”.

Os atendimentos começaram a crescer e precisaram encontrar outros meios de financiar os gastos: surgiu então a ideia de pegar material para reciclar. É assim que podemos resumir em poucas linhas a história da Cooperativa Rainha da Reciclagem.

Por mês, a cooperativa processa cerca de 50 toneladas de resíduos provenientes da Ecourbis, uma das concessionárias que atuam no recolhimento de lixo da cidade de São Paulo, e também de coletas realizadas pelo pessoal da entidade. Os dependentes químicos têm moradia e cinco refeições diárias.

E você acha que é “só” isso?

A receita da cooperativa, além de pagar os cooperados (são 17 atualmente) e custear as despesas das duas casas de acolhida (que atendem cerca de 90 pessoas), ainda consegue donativos de alimentos para 300 famílias carentes do Jardim Pantanal.

Há pouco mais de um mês fomos conhecer de perto o trabalho da Rainha da Reciclagem e, claro, nos apaixonamos. Como eles servem muitas refeições diariamente, estamos articulando parcerias para diminuir os gastos com gás e lenha.

Também levamos a Néia para uma reunião na Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), para conversar sobre a possibilidade de regularização do terreno da cooperativa e da casa de recuperação. Fomos recebidos pelo secretário-adjunto Marcelo Del Bosco.

Reunião com Marcelo Del Bosco

E como a gente não consegue ficar inerte, soubemos que estavam precisando de roupas para os atendidos e então numa campanha modesta conseguimos esse monte de doações. Boa parte delas vieram de outra entidade que nos disse: podemos dividir o que temos! <3

Equipe Soninha entregando as doações

E a Soninha insistiu para que o prefeito Bruno Covas fosse pessoalmente ver o projeto. No sábado passado ele esteve lá e conheceu não só o trabalho, mas uma série de velhas demandas da comunidade e da cooperativa. E uma das principais necessidades era a renovação da sinalização viária, para evitar o grande número de acidentes e atropelamentos que aconteciam.

Ontem recebemos, com gratidão, a foto abaixo. Nada como ver de perto os problemas da cidade!

Foto: Rainha da Reciclagem – 05/08/2019

 

Foto: Equipe Soninha – 03/08/2019

Se interessou pelo trabalho deles? Toda ajuda é bem vinda! A Rainha da Reciclagem fica na Rua Japichauá, 600, em Ermelino Matarazzo. Mais informações pelo telefone (11) 2544-3750.

Veja mais:

A Globo foi lá gravar uma reportagem. Assista na íntegra

Reportagem do Recicla Sampa

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 7 de agosto de 2019

Comments are closed.

X