Mandato da Vereadora Soninha Francine

Castramóveis permitirão 24 mil castrações de cães e gatos em áreas carentes da cidade

22 de agosto de 2019

Cinco ônibus de castração que irão atuar no município realizando esterilização cirúrgica de cães e gatos foram apresentados na Praça Charles Miller, no Pacaembu, Zona Oeste, na quarta-feira (22). Conhecidos como Castramóveis, a atuação dos veículos tem o objetivo de garantir mais de 24 mil castrações nas regiões mais carentes da cidade, predominantemente nas regiões Norte, Sul e Leste, atendendo a uma demanda constante da população.

“Serão cinco unidades, que irão percorrer todos os cantos da cidade, em especial os pontos mais periféricos, para que possamos ampliar o número de castrações anuais, de 95 mil para 120 mil animais, reduzindo a fila que temos hoje para este procedimento que em alguns bairros chega a seis meses de espera, além de diminuir o número de animais abandonados”, disse o prefeito Bruno Covas.

Os Castramóveis funcionam prestando apoio ao Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos do município, com o atendimento em locais que não dispunham de clínicas ou equipamentos públicos adequados para a realização de mutirões de castração.

A estimativa de atendimento diário é que seja entre 80 e 150 animais em cada unidade. Os cinco ônibus são equipados com um centro cirúrgico apto a realizar todas as intervenções necessárias para um atendimento de qualidade aos animais.

Para funcionar, as unidades dependem de estruturas planas, com rede elétrica, hidráulica e um espaço adequado para a montagem das tendas de apoio.

Para a realização dos serviços, a Secretaria Municipal de Saúde possui um contrato com cinco entidades: Associação de Controle de Natalidade Animal (Acona), Associação Mulheres Protetoras de Animais Abandonados e Rejeitados (Ampara Animal), Clínica Veterinária Estimakão, ONG Recanto dos Fofinhos e Patas de Ouro Comércio de Produtos Veterinários LTDA, que são responsáveis pela disponibilização dos veículos credenciados, mão de obra, manutenção e todo o funcionamento dos equipamentos.

Esta iniciativa foi viabilizada por meio de uma emenda parlamentar do vereador Xexéu Tripoli, que disponibilizou a verba de R$ 2 milhões para o programa. “A gente acredita que o trabalho de castração, de registro dos animais e campanhas de adoção é o que podemos fazer de melhor para acabarmos com a situação de animais abandonados na cidade”, disse o vereador.

Entre os serviços oferecidos, também estão previstos a identificação dos animais com microchip, orientações sobre guarda responsável e a emissão de Registro Geral Animal (RGA) para cães e gatos.

“Ações como essa são de suma importância tanto para a população como para os animais. A castração promove o bem-estar do animal, garante mais saúde para ele, além de trazer benefícios também para as pessoas. Com a castração e com a adoção você reduz o número de animais abandonados, que no Brasil chega hoje a 30 milhões”, disse a diretora da Ampara Animal, Raquel Facuri.

Como funciona:

O serviço está disponível a cães e gatos com idade entre 3 meses e 10 anos pertencentes aos munícipes que moram na cidade de São Paulo. Os responsáveis pelo serviço farão a divulgação prévia das ações informando local, data e regras para inscrições. Faixas deverão ser colocadas nos locais de grande circulação, como escolas, supermercados ou unidades de saúde, entre outros, nos dez dias que antecederem a data das inscrições. A divulgação também poderá ser feita por outros meios de divulgação adicionais, como redes sociais. Clique aqui e acompanhe o cronograma inicial dos Castramóveis

Para agendar a cirurgia, o animal não precisa estar presente. Os interessados devem comparecer um dia antes aos locais divulgados com CPF, RG, comprovante de residência atualizado em nome do tutor do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver. Neste dia, a castração será agendada e o tutor receberá as orientações necessárias para o procedimento.

Os atendimentos serão feitos em ônibus totalmente preparados e equipados de acordo com as exigências na resolução 2579, de outubro de 2016, do Conselho Regional de Medicina Veterinária, que normatiza os procedimentos de contracepção de Cães e Gatos em mutirões de esterilização no Estado de São Paulo.

Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos

O Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos (PPCRCG) é um serviço da Prefeitura de São Paulo que é oferecido à população desde 2001, conforme a Lei Municipal nº 13.131/2001. Nesses anos de atuação, mais de um milhão de animais, entre cães e gatos, foram castrados. O serviço é gratuito e está disponível a todo munícipe residente na cidade de São Paulo que possua animais de estimação.

Para agendar a castração, é necessário comparecer a Divisão de Vigilância em Zoonoses (DVZ) ou as Unidades de Vigilância em Saúde (UVIS) – clique aqui e confira os endereços – com os seguintes documentos: CPF, RG, comprovante de residência atualizado em nome do tutor do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver.

O atendimento pelas clínicas veterinárias contratadas é realizado mediante cadastro prévio dos interessados, que devem obter o Termo de Encaminhamento e escolher a clínica mais próxima à sua residência, para a realização das cirurgias de esterilização. De posse desse termo, o interessado pode fazer o agendamento por telefone.

Importante: o Registro Geral do Animal (RGA) será emitido gratuitamente no ato do cadastro.

Além do serviço de castração gratuita ao munícipe, a Prefeitura oferece ainda esterilização cirúrgica aos animais tutelados por protetores independentes cadastrados, sem limite do número de procedimentos para eles.

O Setor de Atividades Cirúrgicas de 2011 a 2018 realizou 35.261 castrações e o Núcleo de Esterilização Cirúrgica realizou, no mesmo período, 16.007 esterilizações. Os cinco castramóveis irão contribuir para uma estrutura que já é formada por 11 clínicas veterinárias e 10 ONGs.

Mutirões

Os mutirões abrangem regiões classificadas como prioritárias, de acordo com critérios epidemiológicos, demográficos e sociais, destinado a atender a população de maior vulnerabilidade social e, portanto, menor acesso à serviços médicos veterinários.

A atividade é realizada por ONGs contratadas em unidades escolares, associações de bairro, paróquias, entre outros, que concedem o espaço para a realização dos procedimentos cirúrgicos de esterilização. A divulgação desses mutirões é realizada pelas ONGs junto à população local para cadastramento dos animais.

Identificação

Os animais castrados pelo Programa Permanente de Controle Reprodutivo recebem vacina contra raiva e são identificados por microchip e pelo Registro Geral do Animal (RGA).

O RGA é obrigatório por Lei no município de São Paulo (Lei Municipal 13.131/2001) a todos os cães e gatos com idade superior a três meses de idade e facilita a localização dos tutores no caso de animais perdidos. Consiste em carteira timbrada e numerada, na qual constarão dados do proprietário e do animal, e plaqueta de identificação com número correspondente ao do RGA, que deverá ser fixada à coleira do animal.

Fonte: Prefeitura de São Paulo
CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 22 de agosto de 2019

Comments are closed.

X