Mandato da Vereadora Soninha Francine

Uma visita à Câmara na semana do Dia Internacional das Meninas

9 de outubro de 2019

A Plan International tem um programa super bacana chamado “Escola de Liderança para Meninas”. Como parte das atividades a Gabrielly, 15 anos, e a Milena, 18, estiveram na Câmara Municipal nesta quarta-feira para conhecer o trabalho dos vereadores e bater um papo com a Soninha.

No próximo dia 11 de outubro é celebrado o Dia Internacional das Meninas, um movimento que marca os progressos realizados na promoção dos direitos das meninas e mulheres adolescentes e reconhece a necessidade de se ampliar as estratégias para eliminar as desigualdades de gênero em todo o mundo.

Teve muita conversa sobre mulheres na política, sexualidade, maternidade, jornalismo e muito mais. As meninas conheceram inicialmente o plenário, local de votação e debate sobre projetos de lei.

 

Na sequência a Milena e a Gabrielly subiram ao gabinete para conversar mais com a Soninha. A primeira pergunta foi “por qual motivo você entrou para a política?”.

“Eu sempre gostei de política por influência da minha mãe. Ela não fazia parte de nenhum movimento organizado, mas era muito interessada. Acompanhava, assistia noticiário, comentava com a gente em casa. Sempre pensei que eu ia fazer política em outros lugares e não no ambiente institucional”.

 

A Câmara Municipal de São Paulo tem 55 vereadores e apenas nove mulheres (eram 11, mas atualmente uma é secretária na Prefeitura e outra foi eleita deputada federal). A Gabrielly disse para a Soninha que ficou orgulhosa quando viu a vereadora debatendo com quatro homens na Comissão de Finanças e Orçamento.

“Aqui na Câmara Municipal passamos de cinco mulheres para 11 na última eleição; mais do que dobrou. Não acho que foi um episódio. Acredito que vamos, no mínimo, manter essas 11 e com grandes chances de aumentar a bancada” (Soninha)

Depois de uma hora de muita conversa e troca de ideias, a Milena e a Gabrielly não esconderam a importância da visita.

“Foi um dia muito legal. É importante as mulheres ocuparem esses espaços e mostrar que podemos atuar na política” (Milena)

“Foi importante demais. Vi a Soninha debatendo sozinha com outros homens e ela me inspirou bastante. Ser mulher é luta. Somos inferiorizadas, massacradas, humilhadas, estupradas. Então luta é uma palavra que define bem”. (Gabrielly)

 

 

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 9 de outubro de 2019

Comments are closed.

X