Mandato da Vereadora Soninha Francine

DOC. malcriadas estreia em fevereiro com apoio da Soninha

13 de fevereiro de 2020

Um estranho dia de faxina em que empregadas domésticas paralisaram sua rotina de serviço na casa de uma família tradicional brasileira. A obra poética-documental, concebida a partir do encontro das atrizes com empregadas domésticas que atuam na cidade de São Paulo, expõe testemunhos que revelam comportamentos profundamente enraizados em nossa sociedade pós-escravista e que se refletem em desigualdade social no país.

Esse é um resumo do que os espectadores verão no DOC. malcriadas, que estreia em 21 de fevereiro, no Teatro João Caetano, na Rua Borges Lagoa, 650. Mas toda a emoção que a apresentação transborda só dá para sentir ao vivo mesmo. A vereadora Soninha Francine esteve, ano passado, em um ensaio aberto do processo criativo deste espetáculo que, em suas palavras, foi “uma das coisas mais lindas que eu já vi em um palco”.

O projeto foi desenvolvido ao longo de 2019 pelo Núcleo de Artes Cênicas (NAC), com recursos de emenda destinados pelo mandato da Soninha. Foi oferecido gratuitamente um curso de atuação teatral, com foco em questionamentos de paradigmas tanto da linguagem cênica quanto das práticas humanas do nosso tempo. O NAC é coordenado por Lee Taylor, mestre em Pedagogia do Teatro.

O DOC. malcriadas estará em cartaz de 21/02 à 01/03, às sextas e sábados, às 21h, e domingos às 19h. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados uma hora antes do início do espetáculo.

Assista ao vídeo de divulgação:

 

 

Ficha técnica:

Com: Núcleo de Artes Cênicas (NAC)
Coordenação, concepção e direção: Lee Taylor
Diretor assistente: Hercules Morais
Assistência de direção: Federico Törres
Elenco: Alexia Rosa, Bia Barbosa, Gabriela Moreno, Giovanna Pantaleão, Larissa Morais, Mirielen Dollvik, Patrícia Pacheco.
Artistas-pedagogos: Lee Taylor, Hercules Morais, Gisele dos Reis
Iluminação: Fran Barros
Direção de Arte: Eric Lenate e Lee Taylor
Fotos: Marcelo Villas Boas
Teaser: Ludmila Daher
Assessoria de imprensa: Ofício das Letras – Adriana Monteiro

Faixa indicativa 14 anos. Duração 90 minutos.

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 13 de fevereiro de 2020

Comments are closed.

X