Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 4673

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 4674

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 178

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 179

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 180

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 141

Deprecated: Function split() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 142

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/storage/c/b0/7e/soninha/public_html/pivot/pvlib.php on line 2088
Soninha - Mandato Eletrônico - Tribuna
Procurar:
arquivo

28/10/2008 - Pós-Eleições

         A SRA. SONINHA (PPS) - (Sem Revisão da Oradora) – Sr. Presidente, como era de se esperar muitos pronunciamentos hoje fizeram referência ao prefeito reeleito e à postura imaginada e desejada dos parlamentares em relação à nova administração.

         É curioso – e os parlamentares devem sempre se debruçar sobre o assunto – observarmos a divisão entre base governista e oposição como que condicionando a posição dos parlamentares em relação às matérias do Governo, principalmente. No meu modo de ver cada parlamentar deve se posicionar em relação aos projetos conforme a importância, a pertinência e viabilidade da matéria, independentemente da autoria, não escolhendo um dos dois lados, dos dois únicos blocos, para estar. “Se sou do Governo devo defender o Governo incondicionalmente; tenho compromisso de aprovar qualquer matéria do governo que para cá venha, desde que seja atendido em minhas outras reivindicações. Se não sou do Governo não aprovarei matéria mesmo que analise que é interessante ou importante para a Cidade.” Não me conduzi desta maneira nos últimos quatro anos. Espero que os dois novos vereadores do PPS, Claudio Fonseca e Dr. Milton também não assumam esta posição de serem incondicionalmente a favor ou contra determinadas matérias em função de sua autoria. O PPS participou da campanha de Serra na eleição para a Prefeitura, o que significa que estivemos em lados opostos na última eleição. Fiz campanha para Marta, queria muito que ganhasse no segundo turno. O PPS já havia rompido com o PT e havia apoiado a eleição de Serra e agora, mais uma vez, se colocou em oposição ao PT e apoiou a reeleição de Kassab.

         Foi a posição do Partido, não a minha, simplesmente porque no segundo turno não fiz campanha para nenhum dos lados. Isso não foi ato de rebeldia e nem surpresa para o Partido, porque já sabiam que, desde antes da minha filiação ao PPS, seria muito difícil para mim, tendo passado a vida toda em oposição aos Democratas, por exemplo, fazer campanha pedindo voto para um Democrata. Mesmo reconhecendo qualidades na gestão do Gilberto Kassab; mesmo reconhecendo figuras bastante progressistas que fazem parte do Governo, pessoas com muita história na militância da Esquerda e que permanecem bastante fiéis a essa história pelo seu desempenho na Administração; mesmo assim eu não me envolveria na campanha, não pediria voto para nenhum dos dois lados.

         Apesar do Partido ter participado da campanha do Kassab no segundo turno, nem por isso acho que a bancada, o Parlamentar do PPS, deva ser governista. O Parlamentar tem sempre que manter uma postura crítica, uma postura de cobrança, quer seja da base do governo ou não. E o PPS condicionou seu apoio ao Kassab no segundo turno a uma série de pedidos de reivindicações tiradas do nosso programa de governo, o que pretendíamos fazer, caso eu fosse a Chefe do Poder Executivo Municipal.

         Exigimos que o Kassab assumisse compromisso com alguns dos pontos do nosso programa de governo. Então, o eixo central da nossa proposta era a reconfiguração do território da Cidade de modo a simplificadamente reduzir a distância entre casa e trabalho. São Paulo tem hoje distâncias insustentáveis; tem bairros-dormitórios, cidades-dormitórios na região metropolitana; divisão desigual de trabalho, de oportunidade econômica, de serviços públicos no Centro em relação às periferias. Se isso não for resolvido, o transporte coletivo nunca dará conta. É só analisarmos a situação da zona Leste que tem metrô, trem, vias expressas, tudo que as pessoas normalmente prometem para melhorar o transporte coletivo. Falam em fazer metrô, melhorar os trens, fazer vias expressas, tudo isso já foi feito e ainda assim está sobrecarregado, porque há excesso de demanda. Milhões de pessoas são obrigadas a se deslocar pela Cidade diariamente de muito longe em relação ao Centro para trabalhar, para ter acesso a serviço público ou serviço de lazer.

         Então, o compromisso número 1 assumido com o Kassab, junto ao PPS, é promover essa reconfiguração do território. Estaremos cobrando o cumprimento desses compromissos assumidos. Muito obrigada.