Mandato da Vereadora Soninha Francine

Partido questiona portaria que proíbe doação de sangue por homossexuais

18 de abril de 2018

PPS quer a revogação de normal publicada pelo Ministério da Saúde

O Partido Popular Socialista (PPS) entrou com representação no Supremo Tribunal Federal (STF) para reforçar a aprovação da ação Direta de Inconstitucionalidade apresentada pelo PSB contra uma medida no mínimo polêmica: quer a revogação de norma publicada pelo Ministério da Saúde que proíbe homossexuais do sexo masculino de doarem sangue 12 meses depois da última relação sexual.

Para o partido, é uma normativa preconceituosa e descabida em uma época que temos instrumentos necessários para garantir a segurança do sangue doado.

A representação do PPS foi protocolada e encaminhada ao ministro Edson Fachin à Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5543/16 na condição de Amicus Curiae – quando o representante se associa favoravelmente à ação em debate.

Segundo o partido, a normativa atenta contra a dignidade humana, além de ser preconceituosa.

PPS Diversidade

O Partido Popular Socialista tem uma forte corrente que defende o combate a qualquer forma de preconceito: o PPS Diversidade.

O movimento é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, com base política, formado por militantes e ativistas do partido, bem como adeptos, com a finalidade de contribuir com mudanças sociais que diminuam o preconceito e a discriminação contra os cidadãos LGBT, além de valorizar a diversidade.

Para saber mais, acesso o blog do PPS Diversidade.

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 18 de abril de 2018

Comments are closed.

X