Mandato da Vereadora Soninha Francine

Horta Urbana ou Comunitária, onde fazer?

18 de maio de 2018

O mandato da Soninha atua por meio de parcerias, seminários, debates, visitas e vistorias para propor ações que possam melhorar a vida das pessoas. Um dos eixos do nosso trabalho é o meio ambiente, que dividimos em vários projetos e atividades.

Na manhã de hoje (18/5), todos os assessores saíram da Câmara Municipal para visitar uma praça, ainda sem nome oficial, localizada na Avenida Raquel Alves Moreira, no Parque Santo Antônio, no extremo Sul, com a intenção de fazer ali uma horta urbana comunitária. Toninho Teixeira, técnico da Secretaria de Trabalho e Empreendedorismo, nos acompanhou.

Essa semana a Prefeitura Regional executou a limpeza do terreno, mas um córrego poluído passa bem no meio da praça e acaba atrapalhando a plantação de frutas, hortaliças e até mesmo algumas espécies de flores. Saímos de lá então com duas missões: estudo sobre denominação da praça e sobre o que podemos fazer a respeito do córrego para melhorar o entorno.

“O encontro foi muito proveitoso, pois aprendemos que não é todo tipo de solo que está apto a receber uma horta. Por isso é importante o apoio de algum órgão especializado”  (Eduardo de Febo, assessor)

Aproveitando para conhecer melhor a região, visitamos outro local onde já foi uma quadra e que está abandonado na Rua Sebastião Muniz de Sousa. Ali sim é possível implementar uma horta, então veremos o que pode ser feito para revitalizar aquele local.

“A visita foi válida para que pudessem nos passar um pouco os conhecimentos em hortas. Conhecemos vários espaços legais, sendo um para implementar a horta e outro que já é um orquidário incrível” (Débora Siqueira, estagiária)

Outro espaço visitado foi um terreno que conta com quadra de futebol society, quadras coberta e descoberta, além de salas de administração. O local possui uma grande área verde nos fundos, possibilitando a plantação.

O problema do espaço fica por conta de um grande galpão abandonado e coberto, com mais de dez salas. Está repleto de lixo, entulho e até mesmo resto de drogas. Segundo moradores que acompanharam a visita, o local virou ponto de encontro de usuários. O gabinete da Soninha ficou de checar com a Prefeitura Regional de M´Boi Mirim qual é a situação do espaço e se é possível dar destinação a ele.

O último lugar visitado foi uma horta/orquidário que já está em pleno funcionamento na Rua Sebastião Muniz de Sousa. Foram plantadas ali frutas, verduras, hortaliças e flores. É um ótimo modelo para os locais que foram visitados.

“A visita deles hoje foi importante para toda a equipe, pois ficamos sabendo os locais onde podemos fazer horta ou plantar árvores frutíferas”, disse Vera Angelo, parceira do mandato e moradora da região.

Conclusão

O que era para ser uma visita para simples identificação de áreas que podem ter hortas comunitárias, foi um aprendizado sobre a diversidade na cidade. Enquanto um terreno é lindo e arborizado, ao mesmo tempo é mal utilizado e cheio de problemas para serem resolvidos e melhorar a vida dos cidadãos que vivem ali. Ao trabalho!

 

 

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 21 de maio de 2018

Comments are closed.

X