Mandato da Vereadora Soninha Francine

Por um mundo sem canudos

5 de junho de 2018

O Dia Mundial do Meio Ambiente trouxe debate, discussão e o lançamento do movimento “Último Canudo”, que pretende reduzir drasticamente o consumo do plástico utilizado em bebidas. A iniciativa é da Comissão de Meio Ambiente da Casa, da qual a vereadora Soninha é membro.

A criação do plástico

O primeiro plástico sintético foi criado pelo químico belga Leo Baekeland, em 1909, mas acabou se tornando um grande problema depois de mais de um século de sua invenção. Contribuiu tanto para a industrialização e comercialização de embalagens e utensílios que a população, sem imaginar o mal que causaria, acabou espalhando lixo por todo o planeta.

Para ter ideia do estrago, em 1964 eram produzidos 15 milhões de toneladas de plástico por ano! Em 2014, 311 milhões! E uma enorme parte disso vai para o mar. Segundo a ONU, se continuarmos nesse ritmo de crescimento, os oceanos terão mais plástico do que peixes até 2050.

Foto: Web

Reflexo disso está diretamente ligado à morte de milhões de animais marítimos por ano (o número é tão grande que não há estimativa oficial). Nos últimos dez anos produzimos mais plástico do que o século passado inteiro e somente 5% dele foi reciclado.

“Não é um sacrifício tão grande não usar o plástico. É algo que influencia e que vai alastrar fácil. Basta dizer no restaurante “sem canudo, por favor”. É fácil perceber o quanto ele é desnecessário” (Soninha)

Se você acha tudo isso pouco, temos mais dois dados alarmantes: 80% da poluição dos mares vem de terra firme, seja por meio de lixo jogado por turistas, moradores, comerciantes ou indústrias. E 83% das amostras de água potável nos cinco continentes contêm microplásticos.

No lançamento do Movimento Último Canudo, os vereadores receberam a visita de chefes de restaurantes, donos de bares, representantes de associações e entidades, redes de hotéis, escolas e munícipes.

O movimento possui cinco linhas de ação:

#1 QUESTIONE HÁBITOS
Preciso mesmo disso?
Dúvidas promovem novas ideias, que fundamentam nossas ações em decisões.

#2 “NÃO, OBRIGADO”
Mudanças começam recusando o passado.
Dizer “não” a um canudo plástico demonstra coerência entre o que queremos e o que praticamos.

#3 PROMOVA A MUDANÇA
Que tal substituir canudos plásticos por canudos biodegradáveis ou reutilizáveis?
Dar canudos apenas a quem pede? Ou misturar a bebida com uma colher?

#4 COMPARTILHE
A participação de todos é imprescindível.
Dê o exemplo, fale do movimento, todos podem participar da criação de um futuro sustentável.

#5 Rs DA SUSTENTABILIDADE
Repensar, recusar, reciclar, reutilizar e reduzir são ações que definem nossa responsabilidade pelo amanhã.

ONU

Em junho de 2017, a ONU realizou a Conferência sobre os Oceanos com o objetivo de apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14: conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável. Saiba como foi:

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 6 de junho de 2018

Comments are closed.

X