Mandato da Vereadora Soninha Francine

Governo paulista anuncia vacinação com Coronavac para 25 de janeiro em todo o Estado

8 de dezembro de 2020

Na tarde desta segunda-feira (7/12), em coletiva on-line, o Governo de São Paulo anunciou para 25 de janeiro o início da vacinação com a Coronavac em todo o território paulista. Esta é a fase 1 do Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19, também lançado nesta segunda-feira.

Para viabilizar a vacinação, a administração estadual informou que a Coronavac, desenvolvida em parceria pelo Instituto Butantan na capital paulista e pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, será disponibilizada gratuitamente no SUS (Sistema Único de Saúde) paulista.

A primeira fase do plano de imunização ocorrerá de 25 de janeiro a 28 de março de 2021 e terá como público-alvo profissionais de saúde, pessoas acima de 60 anos, indígenas e quilombolas. O Governo do Estado estima que, inicialmente, nove milhões de pessoas serão vacinadas nesta etapa. Para evitar aglomerações, haverá um escalonamento no início do período aplicação das duas doses da vacina, de acordo com as características e a faixa etária dos grupos-alvos.

De acordo com o Governo do Estado, atualmente existem 5,2 mil postos de vacinação distribuídos nos 645 municípios paulistas. Caso necessário para atender a demanda, esse total poderá ser ampliado para até 10 mil locais, com a possível utilização de escolas, quartéis da PM (Polícia Militar), estações de trem, terminais de ônibus e farmácias, além de um sistema drive-thru de vacinação.

Na fase 1 do Plano Estadual de Imunização, serão disponibilizadas em todo o território paulista 18 milhões de doses da Coronavac, que deve ser aplicada em duas doses, totalizando 9 milhões de pessoas vacinadas. Para isso, serão mobilizados 54 mil profissionais de saúde, 5,2 mil câmaras de refrigeração e 25 pontos estratégicos de armazenamento e distribuição regional. 25 mil policiais (civis e militares) e guardas municipais farão a escolta das vacinas e a segurança dos locais de vacinação.

Na coletiva desta segunda-feira foi anunciado, ainda, que o Governo de São Paulo vai disponibilizar, a partir de 25 de janeiro, um total de quatro milhões de doses da Coronavac para outros Estados do Brasil.

Mais sobre o coronavírus

Segundo dados do boletim diário sobre a pandemia do novo coronavírus publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, nesta segunda-feira (7/12) a capital paulista contabiliza 14.699 vítimas da Covid-19.

Há, ainda, 424.000 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus e 620.318 casos suspeitos sob monitoramento. Até o momento, 624.773 pessoas receberam alta após passar pelos hospitais de campanha, da rede municipal, contratualizados e pela atenção básica do município.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo nesta segunda-feira.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema público de saúde na Grande São Paulo, a atualização mais recente destaca que, nesta segunda-feira, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 é de 63,1%.

Considerado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus, o isolamento social na cidade de São Paulo, no último domingo (6/12), foi de 46%.

Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Ações e Atitudes

A tradicional Bienal do Livro de São Paulo, maior evento literário da América Latina e um dos maiores do mundo, será totalmente on-line este ano. Prevista inicialmente para o final de outubro, o evento presencial acabou sendo adiado para 2022 por causa da pandemia do novo coronavírus. Mas, para não deixar de ocorrer neste ano de 2020, os organizadores do evento decidiram fazer uma edição especial, totalmente virtual.

Com isso, foi aberta nesta segunda-feira (7/12) a 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo, que funcionará até o dia 13 de dezembro por meio do portal www.bienalvirtualsp.org.br. O site dará acesso gratuito a toda a programação do evento, compra de livros e novidades do mercado editorial.

A Bienal é realizada pela Câmara Brasileira do Livro e, nesta edição, tem como tema Conectando Pessoas e Livros. Participam da bienal virtual mais de 100 expositores e 330 autores. A expectativa dos organizadores é receber 1 milhão de pessoas no portal, mais do que o evento presencial costumava atrair. Na edição passada, o evento presencial contou com um público de 663 mil pessoas.

As palestras poderão ser assistidas até o dia 13 de janeiro. Neste ano, as discussões terão como temas centrais o racismo e o empoderamento feminino, e os participantes poderão solicitar certificados de participação.

Nomes como Verônica Oliveira, Mauricio de Sousa, Raphael Montes, Nara Bueno, Claudia Raia, Isabela Freitas, Leandro Karnal, Monja Cohen e Mário Sergio Cortella compõem os mais de 70 bate-papos previstos na programação do espaço chamado Arena Virtual.

Já no Salão de Ideias haverá discussões de amplo interesse com escritores, pensadores e profissionais do mercado. Entre os autores estrangeiros, estão confirmados Sarah MacLean, Scarlett Peckham, Nic Stone e Gavin Roy. E para os profissionais do mundo editorial, haverá espaço garantido nas discussões que farão parte do Papo de Mercado.

A Bienal também fará uma homenagem especial ao centenário da escritora Clarice Lispector. Quatro mesas vão abordar a obra e vida de Clarice e a percepção de sua literatura hoje em dia. O centenário da obra de Agatha Christie também será celebrado no evento.

O público infantojuvenil não ficará de fora desta Bienal Virtual. O Espaço Mauricio de Sousa contará com palestras sobre livros e temas específicos para o público.

Durante o evento, acontecerá também a 2ª edição da Jornada Profissional, com rodadas de negócios entre players nacionais e internacionais. Esses encontros vão promover discussões sobre os panoramas atuais do setor e as perspectivas para o mercado editorial mundial.

Além das palestras, o público terá acesso às lojas virtuais de cada editora participante. Acessando o portal, os visitantes vão poder conferir os lançamentos de seus autores favoritos e possíveis promoções, com entrega e preços sob responsabilidade das próprias editoras. Segundo os organizadores, a loja virtual terá a presença de 84 expositores entre editoras, livrarias e distribuidores e 22 autores independentes que também estarão com estandes virtuais.

*Para ouvir a versão podcast do boletim Coronavírus, clique aqui

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

CompartilharShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Last modified: 8 de dezembro de 2020

Comments are closed.

X